sábado, 5 de fevereiro de 2011

irra

i deserve a lucky break.

1 comentário:

Th.M. disse...

Um «lucky break» não se coloca sob a perspectiva do mérito ou demérito, mas sim na legítima aspiração da pessoa a sentir-se gratificada na sua capacidade de investir em relações humanas saudáveis e equilibradas que lhe proporcionem bem-estar e felicidade. Por isso, só posso mesmo desejar que o teu «lucky break» seja uma duradoira alegria de viver e uma íntima determinação nos investimentos cujos melhores lucros são, sem dúvida, os de ordem afectiva e espiritual. Evita o aborrecimento, deixa o «irra» e anima-te!